fbpx
407 visualizações

4 Opções diferentes para recrutamento no estrangeiro

407 visualizações
4 Opções diferentes para recrutamento no estrangeiro

Estas são 4 opções diferentes para conseguir um trabalho no estrangeiro. Ler opiniões de qualidade e evitar empresas de recrutamento estrangeiro que cobrem comissões são um bom ponto de partida para escolher o melhor caminho

Está à procura de trabalho através de recrutamento estrangeiro e não sabe por onde começar? Estas são 4 opções para encontrar trabalho no estrangeiro. Cada opção tem vantagens e desvantagens. Antes de sair de Portugal para um outro país, verifique as opções de recrutamento estrangeiro que tem e escolha qual a forma mais adequada para si.

1. Deixe um recrutador de Portugal ajudá-lo!

O passo mais lógico quando vai trabalhar para fora é começar a procurar trabalho em agências do seu país que tenham ofertas de trabalho para o estrangeiro. Na maior parte dos países não é preciso uma licença para recrutar pessoas. Embora quase todas as agências sejam de confiança, deve ter em atenção que algumas agências não são honestas e abusam das regras.

Formas de verificar se uma agência é de confiança.

Opiniões

A melhor forma de obter informação sobre a fiabilidade de uma agência, é perguntar a opinião das pessoas conhecidas e que tenham ido trabalhar através do recrutamento estrangeiro. Que agência intermediária usaram? E qual foi a experiência deles com a agência? Não existe ninguém que lhe possa dar uma explicação mais clara do que os seus colegas ou amigos que o conhecem pessoalmente.

Uma outra boa forma de verificar a fiabilidade das agências é ler opiniões on-line que estas apresentam. O Google e o Facebook mostram as impressões que as pessoas têm das agências quando vão para o estrangeiro. Uma vantagem das opiniões que estão no Facebook e no Google é a certeza que as opiniões não são manipuladas pelas próprias agências. Tenha em atenção que quando lê uma opinião on-line, as pessoas têm a tendência a deixar a sua opinião quando não estão satisfeitas comparativamente com as pessoas que estão satisfeitas.

Karolina Kirstukaite
Karolina Kirstukaite
“Uma equipa maravilhosa. Agradeço aos colaboradores da Qbis, que não me deixaram sem ajuda, mesmo quando fui demitida e rapidamente me ajudou a encontrar outro emprego. Extremamente agradecida pelo vosso serviço. Essas pessoas fazem o seu trabalho 100%”

Uma boa forma de verificar uma opinião de qualidade é ler também outras opiniões que a mesma pessoa deixou. Algumas pessoas têm informação útil a dizer no seu feedback on-line, outros simplesmente querem ter uma voz ativa e escrevem sobre tudo o que se passa com eles. A maneira como as agências reagem a estas opiniões vão dizer-lhe com que seriedade a agência de recrutamento estrangeiro trata os candidatos.

Se a agência intermediária está a mostrar a opinião que as pessoas que trabalharam com eles e foram para o estrangeiro deixaram, verifique como a agência está recolher este feedback e se mostram todas as opiniões que eles têm.

recolher este feedback

Com a Qbis gostamos de abrir as portas às pessoas que estão à procura de trabalho no estrangeiro  e mostramos todas as opiniões, tanto positivas como negativas. Apenas dessa forma e enquanto candidato a um trabalho pode ter uma impressão clara do que está á sua espera quando for viver e trabalhar no estrangeiro.

“Consultores amigáveis, sem problemas, falaram sobre tudo para que eu pudesse ir trabalhar, não houve problemas. Ofereceram ajuda quando eu já estava trabalhar ainda que fosse algo insatisfatório, recomendo.”

A agência intermediária tem um representante oficial?

Embora tenhamos no passado trabalhado com apenas um escritório principal a recrutar em vários países em simultâneo, aprendemos que é importante para as pessoas ter um representante e um escritório em cada país em que operamos. É bom saber a quem se pode dirigir no caso de precisar de ajuda de um recrutador. Assim como em certas situações, é mais conveniente falar com um recrutador Cara-a-Cara comparativamente quando apenas se fala pela internet.

Pode verificar nos registos locais se a agência a que se candidatou tem registado um representante oficial. No caso de existir um escritório, verifique no Google maps or Google street view se existe de certeza um escritório físico na região. Nós próprios usamos esta tática para quando estamos em contacto com novas parcerias holandesas antes de planearmos um encontro.

Os serviços são livres de comissões.

No passado ouvimos muitas histórias de pessoas que pagaram em dinheiro no seu país natal, deixaram o país para trabalhar no estrangeiro e nada nem ninguém estava à espera deles no local de chegada. Felizmente, já não ouvimos essas histórias.

Os serviços são livres de comissões.

Eventualmente, não será preciso dizer para evitar as agências que cobram dinheiro para utilizar os serviços fornecidos. De acordo com a lei Europeia, não é permitido cobrar dinheiro em recrutamento de pessoas para trabalhar no estrangeiro. Quer usar os serviços de uma agência que descobriu uma forma criativa de contornar as regras? Provavelmente não! Se as empresas e as agências estrangeiras não estão dispostas a utilizar os serviços que estas agências intermediárias oferecem, provavelmente esta situação diz o suficiente sobre a qualidade de serviços que estas agências fornecem.

Em vez de gastar dinheiro com este sipo de agências intermediárias, o melhor é aprender o básico da língua Inglesa. Saber Inglês vai permitir-lhe escolher as ofertas de trabalho no estrangeiro num grande leque existente.

Fazer perguntas detalhadas!

Outra forma de verificar a fiabilidade de uma agência é perguntar detalhadamente questões que são importantes para si. Um bom recrutador vai ao detalhe nas respostas e sabe do que está a falar e ocasionalmente costuma viajar para o país onde as ofertas de trabalho estão disponíveis. Apenas desta forma, o recrutador consegue entender o que está acontecer nos locais.

Que garantias a agência fornece.

Quando procura uma agência intermediária, pergunte-lhes que garantias dão. Se está à procura de um trabalho com alojamento e espera que a empresa do estrangeiro trate de todos os documentos, tem a certeza que consegues estas garantias e que estes pontos são tratados. Desta forma não há surpresas quando chegar ao seu novo país.

“A Qbis organizou tudo de forma rápida em 3 dias e rapidamente estávamos no lugar novo! Muito boa empresa, questionaram se está tudo a correr bem e se estava tudo de acordo. Se não estiveres em boas condições, liga para a Qbis e pergunta sobre as possibilidades! As pessoas que trabalham nesta empresa são simpáticas e muito prestáveis! Da próxima vez que for para o estrangeiro, 100% em como procuro a Qbis!”

2. Conseguir um trabalho através de uma agência recrutamento estrangeirof

Outra forma de conseguir um trabalho no estrangeiro é dirigir-se diretamente à agência de trabalho. Isto pode ser uma das 4 opções se sabe exatamente a região onde quer trabalhar e se sabe que as agências temporárias podem oferecer exatamente as condições que está à procura. Tenha em atenção que as condições de vida e de pagamento podem ser ligeiramente diferentes por agência, portanto é melhor verificar primeiro.

2. Conseguir um trabalho através de uma agência estrangeira

Como verificar a qualidade das agências de trabalho:

Dependendo do país em que está a planear trabalhar pode verificar a qualidade das agências que oferecem trabalho no estrangeiro.

A agência é membro de uma associação ou confederação?

Na Holanda, por exemplo, pode ter a certeza de que as agências seguem um padrão mínimo em relação a contratos de trabalho e pagamento de salários quando são membros de associações industriais de agências de trabalho privadas. Estes são ABU e NBBU.

No Reino Unido, há algo semelhante com a Confederação de Recrutamento e Emprego que estabelece os padrões para as agências de trabalho em Inglaterra. Caso esteja a procurar uma agência de trabalho no Reino Unido, pode verificar se a agência é membro da REC.

Se vai diretamente a uma agência de trabalho, verifique se existe alguma associação ou confederação das agências de trabalho e se a agência é um membro.

Que serviços adicionais a agência de recrutamento estrangeiro fornece.

Além de lhe encontrar um trabalho, os vários serviços adicionais que a agência fornece dependem em boa parte do país para o qual está motivado para ir. Na nossa experiência, quanto maior a necessidade de pessoas no país, que está relacionado com o nível de desemprego, maiores são os serviços adicionais que as agências de trabalho daquele país estão dispostos a fornecer.

Em França por exemplo,existe um alto nível de taxa de desemprego comparado com outros países europeus, portanto não espere que as agências o vão buscar na chegada à França e forneçam alojamento.

Na Holanda, pelo contrário, onde as taxas de desemprego são as mais baixas da Europa, pode esperar que agência de trabalho holandesa lhe ofereça um serviço completo, o que incluí:

  • Folha de pagamento dos colaboradores.
  • Fornece alojamento para os seus colaboradores.
  • Ajuda os colaboradores com os documentos (contrato, seguro de saúde, segurança social, registo local).
  • Proporciona aos colaboradores o transporte de/e para o alojamento. Levam os colaboradores ao médico, se necessário.

Quando escolher uma agência de trabalho, esclareça quais os serviços que eles vão prestar e quais os serviços que procura.

Qual a opinião que as pessoas têm da agência.

Quando vai para o estrangeiro por meio de uma agência intermediária, é bom que verifique as referências e opiniões das agências de trabalho no estrangeiro. O melhor feedback são aqueles que recebe de pessoas ao seu redor. Pessoas que têm experiência em trabalhar para diferentes agências no estrangeiro e conhecem as vantagens e desvantagens de trabalhar em cada agência.

É difícil ter uma visão clara sobre uma agência quando lê as opiniões na internet. Existem muitas páginas da internet onde as pessoas podem deixar a sua opinião de forma anónima ou não. Tenha em mente que a maioria das pessoas que dão a sua opinião, tiveram más experiências quando trabalharam para uma agência. As más experiências em trabalhar no estrangeiro acontecem principalmente quando a realidade não corresponde às expectativas criadas pela pessoa . Por isso, aconselhamos as pessoas que estão à procura de trabalho no estrangeiro a encontrar um intermediário do país de origem para ajudá-las a encontrar um trabalho no estrangeiro. O recrutador pode corresponder às suas expectativas com o trabalho no exterior de acordo com as experiências ditas por outros trabalhadores.

“Todos os meus pedidos de assistência técnica são respondidos rapidamente. Procuro uma estadia na Holanda de curta duração. Estou de momento a apresentar uma oferta especial para uma parte de uma casa.”

3. Candidatar-se diretamente na empresa

Para as pessoas que já vivem no estrangeiro, pode ser interessante candidatarem-se diretamente na empresa onde desempenham as funções. No caso de já ter encontrado um local para viver e tem meios de transporte para fazer o percurso de casa para o trabalho, pode trabalhar para a empresa sem usar uma agência de trabalho temporário.

6 desvantagens a ter em consideração quando começar a trabalhar diretamente para a empresa:

  1. As pessoas que são contratadas diretamente na empresa, provavelmente vão trabalhar mais horas extras que as pessoas contratadas por via de uma agência de trabalho temporário.
  2. Quando há menos trabalho para fazer, as hipóteses de ficar sem trabalho são maiores.
  3. Os processos e os contratos da empresa podem estar escritos num idioma que não compreende.
  4. Possivelmente não há alojamento providenciado.
  5. O transporte do local onde vive para o local de trabalho é organizado por sua conta.
  6. Não há ninguém com quem falar caso as coisas não estejam da forma que estava à espera.

É por isto que para a maior da parte das pessoas que estão a viajar para o estrangeiro pela 1ª vez não aconselhamos a procurar a empresa diretamente. As pessoas que conhecem as empresas e têm seu próprio local para morar com transporte próprio, são mais flexíveis e podem considerar a opção em conseguir um contrato diretamente com o empregador.

4. Ir ao centro de emprego da área de residência para um trabalho de recrutamento no estrangeiro

Depende do país ou da região em que vive, se conseguir um trabalho para o estrangeiro através do centro de emprego pode ser-lhe útil.

Centro de emprego em Portugal.

As agências em Portugal não precisam de licença para ajudar as pessoas a encontrar um trabalho no estrangeiro. O centro de emprego em Portugal trabalha em conjunto com a Eures para propor ofertas de trabalho a pessoas desempregadas que estejam interessadas em ir para outro país. A Qbis já tentou colaborar com a Eures mas na nossa opinião a rapidez em adequar os candidatos com os empregadores no estrangeiro não satisfaz o candidato nem a empresa. No mercado internacional de trabalho a necessidade e a procura tem altos e baixos durante o ano e devem existir processos rápidos de forma a acompanhar esta rapidez.

Resumo:

Graças à abertura de fronteiras para trabalhar com os países da UE, estas são várias formas de conseguir um trabalho no estrangeiro. Cada uma das formas de ir para o estrangeiro tem as suas vantagens e desvantagens e requer alguma pesquisa antes de tomar uma decisão.

Se vai pela primeira vez para o estrangeiro deve usar uma agência de trabalho intermediária. Verifique se esta agência é fiável, isto pode ser feito através de leituras de opiniões on-line e através de questões às pessoas ao seu redor, questione quais as melhores empresas para se trabalhar. A qualidade da agência depende da forma como se representam e na informação que eles fornecem. Certifique-se que não paga pelos serviços prestados para conseguir um trabalho no estrangeiro e questione quais as garantias fornecidas e que são importantes para si.

4 Opções diferentes para conseguir um trabalho no Estrangeiro

Para aquelas pessoas que sabem exatamente as condições que pretendem no estrangeiro, pode ser uma opção ir diretamente para uma agência no exterior. A qualidade destas agências de trabalho pode ser verificada por membros das associações das agências de trabalho e quais os serviços adicionais que a empresa fornece na procura de trabalho. Verificar o feedback pode ser outra forma de medir a qualidade dos serviços das agências de trabalho.

Se tem a sua própria moradia e transporte no estrangeiro pode considerar trabalhar para o empregador diretamente. Tenha em atenção que existem grandes desvantagens em trabalhar diretamente para um empregador.

A ajuda que tem no centro de emprego no seu país ou região depende das regras que são impostas pelo governo local. Em alguns países existe uma licença de recrutamento para o exterior instituído pelo ministério do trabalho e garante que enquanto procura trabalho as agências de trabalho seguem um mínimo de requisitos quando apresentam uma proposta de trabalho no estrangeiro para si.

Perguntas frequentes das 4 opções diferentes para conseguir um trabalho no estrangeiro:

Porque não devo ser contratado diretamente pelo empregador?

Conseguir um trabalho diretamente em um empregador pode ser bom, embora não haja vantagens claras, para aqueles que têm um sítio para morar e o seu próprio transporte no país estrangeiro. Se for a primeira vez que vai para o estrangeiro, levará algum tempo para se familiarizar com o seu novo ambiente. Leva tempo para criar a independência para organizar tudo por conta própria. Coisas que, de outra forma, uma agência de trabalhos trataria.

24.07.2019

Poderia ser considerado para trabalhar no estrangeiro?

  • és fisicamente saudável
  • motivado
  • motivado para trabalhar e viver com pessoas de países diferentes
  • motivado em ganhar pelo menos 1750 euros por mês

Ótimo, a Qbis pode ajudá-lo a encontrar um trabalho no estrangeiro

Consiga uma oferta de trabalho

Requerer mais informação sobre trabalhar no estrangeiro

Consiga informação personalizada da Qbis