fbpx
459 visualizações

Como conseguir emprego na Holanda como cidadão de fora da UE

459 visualizações
Como conseguir emprego na Holanda como cidadão de fora da UE

Está à procura de emprego na Holanda, mas não sabe se pode ou não trabalhar lá? Para pessoas que tenham cidadania de um dos estados membros do Espaço Económico Europeu, é relativamente fácil conseguir emprego na Holanda uma vez que não são precisas autorizações.

Para quem é de um país de fora da UE é mais complicado conseguir emprego na Holanda, mas não é impossível. Como isso pode ser feito depende de cada situação individual. Veja que situação se aplica a si para que consiga avançar com os seus planos de ir trabalhar para a Holanda.

Cidadãos Holandeses ou do EEE não precisam de visto

Funcionários com nacionalidade Holandesa ou nacionalidade de outro dos países membros do Espaço Económico Europeu (EEE) ou da Suíça não precisam de um visto de trabalho para trabalhar na Holanda. Eles estão livres de ir para a Holanda e começar a trabalhar lá. Eles também não precisam registar-se no serviço de migração Holandês.

Para começar a trabalhar na Holanda como funcionário, mesmo que esteja a planear ficar na Holanda temporariamente você precisa registar-se no município local na Holanda. Depois do registo você irá receber uma carta do município com o seu número BSN (número de serviço do cidadão) que será o seu número das finanças e segurança social na Holanda e que é necessário para começar a trabalhar lá.

Guarde a carta uma vez que pode ser precisa para alguma questão futura como com o município Holandês, hospital, escolas, empregadores, instituições referentes a certos benefícios. No caso de perder a carta, você pode sempre encontrar o seu número BSN no recibo de pagamento que receber do seu empregador.

Quando você começa a trabalhar através de uma agência de emprego temporário na Holanda, a agência geralmente trata dos registos no município local para que você não precise tratar você mesmo da marcação.

Se tiver passaporte de um dos estados membros do Espaço Económico Europeu e estiver motivado para um emprego temporário a longo prazo na Holanda, a Qbis pode oferecer-lhe um emprego com alojamento que se adeque às suas necessidades.

Registo para trabalhar na Holanda para Cidadãos de fora da UE

Opções para pessoas de fora do EEE

Estrangeiros que queiram trabalhar na Holanda precisam cumprir diferentes critérios para serem oficialmente contratados lá. Quem é de fora do Espaço Económico Europeu precisa de um visto de trabalho para trabalhar na Holanda.

O serviço de emprego na Holanda (UWV) apenas emite vistos de trabalho se você cumprir um conjunto rigoroso de requisitos. Um desses requisitos é que o seu empregador deve mostrar que não encontram nenhum funcionário dentro da UE que possa realizar o trabalho. Existem algumas categorias especiais onde há requisitos menos rigorosos para conseguir um visto de trabalho.

Quando falamos de contratar através de uma empresa ou agência de emprego, essa empresa ou agência de emprego em específico terá de se candidadar a um visto de trabalho.

Categorias em que requisitos menos rigorosos são válidos para obter um visto de trabalho

Para algumas pessoas de fora do EEE há excepções, e não é preciso visto de trabalho. Para esses funcionários, é preciso uma autorização ou visto de residência se ficarem na Holanda menos de 3 meses:

  • Funcionários que tenham autorização de residência onde é mencionado ‘trabalho é permitido’ (arbeid is vrij toegestaan). Estes são por exemplo estrangeiros que têm autorização de residência como refugiados;
  • Empreendedores iniciantes que tenham autorização de residência como ‘start-up’;
  • Funcionários que vivem no estrangeiro mas realizam trabalho na Holanda por um curto período, por exemplo no caso de reuniões de negócios ou para instalação de dispositivos fornecidos pelos seus empregadores;
  • Migrantes altamente qualificados. Estes são imigrantes com educação superior que vão para a Holanda e levam valor acrescentado à economia do conhecimento.

Agora você pode pensar como um cidadão de fora da UE: ‘Eu posso candidatar-me como um migrante altamente qualificado’. Para conseguir um visto como um migrante de conhecimento existem novamente requisitos rigorosos. Para mencionar dois deles: você precisa ter um contrato de emprego antes de se candidatar e o seu salário bruto mínimo mensal terá de ser, dependendo da sua idade, pelo menos 4500 Euros brutos por mês (o que é mais alto que o salário médio Holandês). Adicionalmente, o seu empregador terá de ser um Patrocinador reconhecido pelo serviço de imigração Holandês (IND).

Se achar que se pode candidatar para um visto de trabalho como migrante altamente qualificado, eu recomendo que vá ao site do serviço de imigração Holandês onde irá encontrar os detalhes certos.

Para certos grupos de estrangeiros de um país de fora da UE, há autorizações que são precisas mas para eles há requisitos menos rigorosos para obter um visto:

  • Estudantes trabalhadores que trabalhem no máximo 16 horas por semana;
  • Estagiários;
  • Médicos;
  • Artistas que ganhem mais do que o mínimo definido;
  • Refugiados que trabalhem no máximo 24 semanas em um período de 52 semanas;
  • Funcionários religiosos tais como padres, imãs ou professores de religião.

No caso de você não ter passaporte de membro da UE e a possibilidade de conseguiur um visto de trabalho Holandês seja relativamente baixa, a melhor maneira de conseguir um emprego na Holanda é primeiro obter um passaporte de outro país membro da UE e depois mudar-se para trabalhar na Holanda.

Como obter um passaporte de membro da UE

A maneira mais fácil de obter um passaporte da União Europeia é através de Ancestrais (cidadania através dos Ancestrais). É a maneira mais rápida e barata de conseguir um passaporte em pouco tempo. Se você tiver pais, avós ou bisavós de um dos países membros da UE você pode já qualificar-se para cidadania da UE. É assim por exemplo que muitos:

  • Sul-africanos conseguem um passaporte Britânico;
  • Argentinos conseguem um passaporte Italiano;
  • Brasileiros conseguem um passaporte Português;
  • Costa-riquenhos conseguem um passaporte Espanhol.

Tenha em mente que nem todos os países da UE permitem que tenha dois passaportes, pelo que você poderá ter de escolher um deles.

A partir do momento que tenha um passaporte de um dos países do EEE, você não precisa de um visto de trabalho para viver e trabalhar na Holanda e pode ficar na Holanda o tempo que quiser. Tenha em mente que você deverá ser capaz de comunicar em Inglês para trabalhar na Holanda e para comunicar lá com o seu empregador e colegas.

Mas e se não se qualificar para obter cidadania através dos Ancestrais? Nesse caso, você precisa ser mais paciente. Pode levar 5 anos a conseguir um passaporte da UE. Então este tempo pode ser usado não só para conseguir um passaporte mas também para melhorar as suas habilidades na língua Inglesa ou mesmo Holandesa para impressionar o seu futuro empregador!

Portugal é a maneira mais fácil de conseguir um passaporte da UE

Se não tiver nenhum sangue em um país da UE e não for de uma antiga colónia Espanhola (para estes é mais fácil obter um passaporte Espanhol), no geral a maneira mais fácil de obter um passaporte da UE é obter residência em Portugal e depois de cinco anos candidatar-se à cidadania.

O visto de Reforma e Trabalho Online de Portugal exige que você tenha meios suficientes para se sustentar. A quantidade de meios suficientes depende de consulado para consulado. Espere precisar de cerca de 50.000 Euros de poupanças para mostrar que tem meios suficientes. Parece muito dinheiro, mas vendo as vantagens que um passaporte da UE lhe pode oferecer na verdade não é assim tão mau. O passaporte Português é um dos passaportes mais fortes que você pode ter.

São precisos estes 4 passos para obter um visto de Reforma e Trabalho Online de Portugal:

Passo 1: Candidate-se a um visto para ficar em Portugal no seu consulado local

Passo 2: Obtenha uma autorização de residência temporária nas autoridades Portuguesas locais (tenha em mente que, tendo uma autorização de residência temporária, você precisa passar uma quantidade mínima de tempo em Portugal)

Passo 3: Depois do primeiro ano de renovação da autorização, a nova autorização será válida por dois anos

Passo 4: Depois de um total de 5 anos de autorização de residência temporária pode candidatar-se à cidadania Portuguesa (para isso você precisa fazer um teste)

Além de obter um dos passaportes mais fortes, há outras vantangens em conseguir um passaporte Português e passar uma parte de (pelo menos) 5 anos da sua vida lá:

  • A população Portuguesa está a diminuir pelo que o governo está a dar as boas-vindas a que estrangeiros vão para lá viver.
  • A barreira linguística e cultural para pessoas que vêm de países da América do Sul são insignificantes. Existe uma grande comunidade Brasileira em Portugal com mais de 118.000 Brasileiros a viver em Lisboa. A seguir à comunidade Brasileira, em Portugal, você poderá também encontrar grandes grupos de pessoas vindas do Bangladesh e Índia.
  • Portugal oferece sem dúvida dos ambientes de vida mais agradáveis dentro da UE com um baixo custo de vida e clima ameno.

Com o passaporte Português, você pode viajar e trabalhar livremente em todos os estados membros da UE, incluindo a Holanda. Além disso, o passaporte Português é um passaporte de primeira classe para viajantes com entrada sem visto em 157 países.

Mas e quanto a familiares, é permitido que fiquem na Holanda?

Levar a família para a Holanda

Se estiver a ir para a Holanda trabalhar como cidadão da UE então é permitido, de acordo com a lei Holandesa, que leve familiares consigo, mesmo que esses familiares não tenham nacionalidade de um país da UE.
Familiares que se podem juntar a si na Holanda são:

  • O seu marido ou mulher ou parceiro registado;
  • O seu parceiro não casado, se tiverem vivido juntos por pelo menos 6 meses ou tenham um bebé juntos;
  • Os seus filhos ou netos até aos 21 anos de idade;
  • Os seus filhos ou netos não casados com mais de 21 anos de idade;
  • Os seus pais ou avós.

Você pode levar para a Holanda os seus netos ou filhos com mais de 21 anos e pais ou avós se forem um ‘encargo’ para si. Serem um encargo para si significa que você já ajudava esses familiares regularmente antes da sua chegada à Holanda. Por exemplo ao sustentá-los ou dando-lhes outro apoio.

Tenha em mente que os parceiros da Qbis não podem oferecer alojamento para os seus familiares. Se estiver a planear ficar na Holanda por um longo período e gostaria de levar a sua família para a Holanda eu recomendaria tentar encontrar o seu próprio alojamento. Desta forma pode decidir por si próprio como e com quem morar. Falar Holandês tornará muito mais fácil arrendar uma casa de um local.

Trabalhar na Holanda com um Passaporte de Estrangeiro da Letónia

Nós recebemos muitas questões de pessoas com um passaporte de Estrangeiro da Letónia, se é permitido que trabalhem na Holanda.

Pessoas com um passaporte de Estrangeiro são indivíduos que não têm nenhuma cidadania, nem da Letónia nem outra cidadania. Estas pessoas têm o direito a um passaporte de não cidadão emitido pelo governo da Letónia. Aproximadamente dois terços dos indivíduos com passaporte de Estrangeiro da Letónia (passaporte de não-cidadão) são de etnia Russa mas também da Bielorrússia, Ucrânia, Polónia, e Lituânia.

Se você possuir um passaporte de Estrangeiro pode viajar para a Holanda sem um visto mas apenas poderá lá permanecer até 90 dias dentro de um período de 180 dias. Se tiver cidadania da Letónia pode lá ficar o tempo que quiser. Sendo um não cidadão, não poderá trabalhar legalmente na Holanda sem um visto de trabalho.

Perguntas Frequentes sobre como conseguiur emprego na Holanda como cidadão de fora da UE

Eu não tenho um passaporte da UE, a Qbis pode ajudar-me a conseguir um emprego na Holanda?

Não, a Qbis especializa-se em ajudar pessoas que têm cidadania da UE a conseguir trabalho na Holanda, Bélgica, e Alemanha na sua própria língua. Nós não temos empregos disponíveis para cidadãos de fora da UE e não temos o conhecimento para empregar pessoas de fora da UE na Holanda, Bélgica ou Alemanha.

07.02.2020

Poderia ser considerado para trabalhar no estrangeiro?

  • és fisicamente saudável
  • motivado
  • motivado para trabalhar e viver com pessoas de países diferentes
  • motivado em ganhar pelo menos 1750 euros por mês

Ótimo, a Qbis pode ajudá-lo a encontrar um trabalho no estrangeiro

Consiga uma oferta de trabalho

Requerer mais informação sobre trabalhar no estrangeiro

Consiga informação personalizada da Qbis