fbpx
180 visualizações

Pronto para deixar Inglaterra depois do Brexit? Porque deve ir viver e trabalhar na Holanda

180 visualizações
Pronto para deixar Inglaterra depois do Brexit? Porque deve ir viver e trabalhar na Holanda

Está a trabalhar em Inglaterra neste momento e a ficar nervoso com a influência que o Brexit irá ter na sua vida? A sua vida poderá ser melhor na Holanda.

Existem alguns bons motivos por que deve considerar ir morar e trabalhar na Holanda:

Espere um salário mais alto

Dinheiro é o principal motivo porque está a trabalhar em Inglaterra? Pense duas vezes na sua decisão. A maioria dos 2,27 milhões de trabalhadores da UE que trabalham neste momento em Inglaterra trabalha em empregos pouco qualificados. O salário pago nesses empregos está fortemente relacionado com o salário mínimo legal. Com um salário bruto mínimo de 1441 Euros por mês, a Inglaterra não é o país mais atractivo onde trabalhar se procura um alto salário com um emprego pouco qualificado. A Holanda oferece um salário bruto mínimo de 1.653,60 Euros por mês, o que é cerca de 15% mais alto quando comparado com o salário mínimo bruto em Inglaterra.

Irá o meu salário ser mais alto em Inglaterra quando tiver mais experiência? A possibilidade está lá mas é muito baixa. Para quem tem mais experiência e procura um emprego em uma área específica, é importante saber que salário líquido médio as pessoas estão a ganhar em cada país. A média do salário bruto mensal em Inglaterra é de 2.498 Euros em comparação com 2.855 Euros na Holanda, novamente cerca de 15% mais alto na Holanda.

Sendo tanto o salário grosso mínimo e médio na Holanda mais altos em comparação com os de Inglaterra, podemos chegar à conclusão que trabalhadores estrangeiros que procuram um salário alto estarão melhor se forem trabalhar para a Holanda. Mas além do salário há mais motivos que tornam a Holanda uma opção para onde ir trabalhar depois do Brexit.

Menos burocracia em comparação com o trabalho em Inglaterra depois do Brexit

O Brexit, que significa que o RU deverá deixar a UE a 31 de Janeiro de 2020, parece tornar as coisas mais complicadas para o mercado de trabalho Inglês.

Devido ao Brexit, tornou-se menos atractivo empregar cidadãos da UE em empresas no RU. 95% dos pequenos negócios no RU não têm experiência em empregar trabalhadores de fora da UE. Levará algum tempo após o Brexit para as empresas no RU se habituarem aos novos regulamentos. Até lá, as suas hipóteses no mercado de trabalho serão mais altas na Holanda, onde não existem restrições para empregadores trabalharem com cidadãos de fora da UE

Documento de imigração do RU

De acordo com o documento de imigração, que define propostas para o governo do RU, qualquer trabalhador que chegue após o Brexit, que queira ficar por mais de três meses, irá precisar candidatar-se à Licença Temporária Europeia para Permanecer. Isto irá permitir que vivam, trabalhem e estudem no RU por até 36 meses. No final deste período, qualquer trabalhador se pode candidatar a um visto sob o novo sistema de imigração do RU. O sistema enfatiza trabalhadores de nível médio a superior e limita o acesso a trabalhadores com poucas qualificações com um salário mínimo anual de 30.000 libras. Isto significa que para a maioria dos actuais trabalhadores da UE que vivem e trabalham em Inglaterra será difícil permanecer lá a viver por mais de três anos consecutivos.

Pessoas que estejam a trabalhar em Inglaterra ou estejam a planear ir para lá trabalhar precisam de algum tempo para se habituarem ao novo sistema. Se tem um passaporte da UE e vive e trabalha em Inglaterra neste momento, poderá candidatar-se a um ‘estatuto de residente’.

Infelizmente, a maioria dos trabalhadores da UE no RU não se candidataram a um ‘estatuto de residente’ o que significa que não terão nenhuma forma clara de demonstrar os seus direitos a partir de 31 de Janeiro de 2020. A quantidade de cidadãos da UE que entraram em Inglaterra para trabalhar caiu significativamente.

Obter um número de serviço de cidadão (número BSN) na Holanda

Nem é preciso dizer que a Holanda, sendo parte e mantendo-se parte da União Europeia tem fronteiras abertas para cidadãos da UE lá trabalharem. A única burocracia com que as pessoas terão de lidar é obter um númeo BSN.

O número BSN é um número único, fornecido pelo governo Holandês que pode ser usado para lidar com qualquer assunto com o governo Holandês. O número BSN é um número de Serviço de Cidadão e é estabelecido por agências de emprego temporário na Holanda ao chegar à Holanda. A agência marca uma hora consigo com o município local e, juntamente com alguém da agência, você irá à marcação assinar os documentos para obter o seu número BSN. Todos os documentos são fornecidos em Inglês. Durante esta marcação, você irá receber uma carta com o seu número BSN. Guarde esta carta cuidadosamente uma vez que pode ser usada no futuro para qualquer assunto com o governo Holandês como município, hospital, escolas, o seu empregador ou agências de benefícios, por exemplo.

De acordo com a lei, você enquanto cidadão da UE terá os mesmo direitos no mercado de trabalho Holandês que uma pessoa Holandesa local.

TUDO estará preparado quando chegar à Holanda

Ao contrário de muitas agências de emprego no RU, agências de emprego internacionais na Holanda preparam quase tudo para si quando chegar à Holanda. Não só conseguir um emprego e pagar o salário dos funcionários mas também o seu alojamento, documentação, e transporte para ir e voltar do trabalho.

Fornecimento de alojamento

A maioria das agências em Inglaterra não fornecem alojamento a longo prazo para os seus trabalhadores. Pode ser uma tarefa complicada e frustrante para si enquanto trabalhador estrangeiro arranjar alojamento por si próprio. Especialmente quando não está familizarizado com o mercado imobiliário local.

Se for trabalhar na Holanda com a ajuda da Qbis haverá alojamento à sua espera quando chegar à Holanda. Todos os alojamentos na Holanda oferecidos através da Qbis têm certificação SNF que lhe dá a segurança que o seu local de residência atenderá a um conjunto mínimo de padrões que são verificados pelo menos uma vez por ano. É provável que vá morar entre pessoas do seu país de origem.

Ajuda com documentação

Não só o alojamento lhe será fornecido quando chegar à Holanda mas a documentação também será tratada. Durante o seu primeiro dia após chegar à Holanda, a agência de emprego irá guiá-lo através da documentação necessária para começar a trabalhar legalmente na Holanda. Esta inclui:

  • Assinar um contrato de recrutamento,
  • Tratar da sua apólice de seguro de saúde,
  • Fornecer um contrato para o seu alojamento,
  • Tratar do seu número de segurança social em Holandês: Burger Service Nummer,
  • Ajudá-lo a registar-se no município local (se necessário).

Será dada orientação em uma língua que você entenda. A maioria das agências de emprego temporário tem funcionários que podem guiá-lo na sua própria língua. No caso de não falarem a sua própria língua, a informação será fornecida em Inglês. Nota: uma vez que os Holandeses usam o Inglês como segunda língua eles irão comunicar consigo com um nível de Inglês que ambos vão entender. Eu tenho dificuldades em entender dialetos locais em Inglaterra uma vez que não é a minha língua materna.

Fornecimento de transporte para ir e voltar do alojamento

Não é preciso ter o seu próprio transporte quando for viver e trabalhar na Holanda. Para a maioria das pessoas que vão trabalhar e viver no estrangeiro é difícil arranjar transporte para ir e voltar do trabalho por si próprio. É por isso que as agências de emprego temporário na Holanda ajudam os seus funcionários a arranjar o seu transporte na Holanda. O tipo de transporte depende de quão longe estiver a viver em relação ao seu local de trabalho.

Se a sua deslocação de casa para o trabalho for menor que 10 km você irá receber uma bicicleta da agência de emprego. Na maioria dos casos, você apenas precisa pagar um depósito pela bicicleta, que depois será reembolsado no momento em que você devolver a bicicleta à agência.
Se a sua deslocação for maior que 10 km você ou o seu colega de casa vão e voltam do trabalho de carro.

Enquanto agências de emprego em Inglaterra o ajudam a conseguir emprego e tratar da sua documentação, agências de emprego internacionais na Holanda levam o seu serviço ao próximo nível. Basicamente, tudo estará preparado para você começar a sua vida no estrangeiro.

Boa qualidade de vida

No fundo, você irá começar uma vida no estrangeiro para melhorar a sua qualidade de vida. Como definir um alto padrão de qualidade de vida é pessoal. O salário pode ser uma motivação a escolher para ir trabalhar para um país mas não será o único factor que lhe dará uma alta qualidade de vida.

Então vamos verificar algumas classificações, que influenciam a sua qualidade de vida, de como a Holanda se posiciona em comparação com o Reino Unido.

Equilíbrio trabalho-vida pessoal

Quão bem consegue equilibrar o tempo investido no trabalho com o tempo que investe em outros aspectos da sua vida como interesses pessoais, família e hobbies.

A Holanda está em 1º lugar no mundo em relação ao equilíbrio trabalho-vida pessoal. As pessoas na Holanda conseguem equilibrar bem o seu trabalho com o resto da vida. Graças a novas tecnologias as pessoas podem trabalhar de forma mais flexível e eficiente. Encontrar o equilíbrio certo entre o trabalho e a vida pessoal ajuda a reduzir as horas que as pessoas trabalham por semana. Estudos mostram que se você trabalhar menos horas por dia, é mais produtivo e tem mais tempo para interesses pessoais. Hoje em dia a Holanda tem a média mais baixa de horas de trabalho por semana na Europa. O Reino Unido tem a média mais alta de horas de trabalho por semana na Europa. Qual deles iria fazê-lo mais feliz?

Onde são as pessoas mais felizes?

Então em que país as pessoas são realmente mais felizes? Existe uma forte relação entre um equilíbrio apropriado entre o trabalho e a vida pessoal e a felicidade das pessoas. Quanto melhor for o equilíbrio trabalho-vida pessoal, menos horas terá de trabalhar e mais feliz será.

Depois das pessoas que vivem da Escandinávia, os Holandeses são os mais felizes do mundo. O alto PIB por pessoa, sistema de cuidados de saúde adequado, e alta esperança média de vida tornam os Holandeses a 5a nação mais feliz do mundo.

As crianças são mais felizes na Holanda

Não é relevante para pessoas que estejam a planear ficar apenas por um curto período de tempo na Holanda mas essencial para aqueles que estejam a planear ficar no estrangeiro por um longo período de tempo. A maioria de nós irá eventulamente ter filhos que gostaríamos que fossem o mais felizes possível. É possível criar uma vida confortável para os seus filhos que os faça felizes em qualquer lugar, mas na Holanda isso é garantido.

Na Holanda, as crianças são as mais felizes do mundo! Um factor importante para que as crianças na Holanda sejam tão felizes é que os Holandeses dão bastante independência aos seus filhos quando são novos. Dessa forma podem explorar e desenvolver os seus próprios interesses desde pequenos. Outro motivo por que as crianças Holandesas são tão felizes é porque crescem em uma infraestutura desenvolvida e confortável. Não importa em que parte da Holanda você vive, consegue encontrar muitas actividades por perto pelo que desde novo pode viajar de forma independente de bicicleta para o seu clube de desporto ou aulas de música. O que é também óptimo para os pais. Quem gosta de ser constantemente um condutor de táxi para os seus filhos?

É interessante ver que em todos os factores acima: equilíbrio trabalho-vida pessoal; onde as pessoas são mais felizes; a felicidade das crianças, seria esperado que climas mais quentes oferecessem a melhor qualidade de vida mas não é esse o caso. Na verdade, em climas Nórdicos mais frios, as pessoas são mais felizes do que em climas mais quentes. Com a excepção de Inglaterra. Por isso dias longos chuvosos não parecem dar uma garantia para uma boa qualidade de vida.

Então porque não experimentar e deixar que a Qbis encontre para si um emprego com alojamento na Holanda?

Veja mais informações sobre trabalhar na Holanda

Perguntas Frequentes

Irei desenrascar-me com a língua Inglesa na Holanda?

A Holanda é um país onde 90% das pessoas falam Inglês. É o país com a maior percentagem de pessoas que falam Inglês como segunda língua. Uma vez que Inglês não é a língua materna, o Inglês é relativamente fácil de perceber se para si o Inglês também é uma segunda língua.

16.01.2020

Poderia ser considerado para trabalhar no estrangeiro?

  • és fisicamente saudável
  • motivado
  • motivado para trabalhar e viver com pessoas de países diferentes
  • motivado em ganhar pelo menos 1750 euros por mês

Ótimo, a Qbis pode ajudá-lo a encontrar um trabalho no estrangeiro

Consiga uma oferta de trabalho

Requerer mais informação sobre trabalhar no estrangeiro

Consiga informação personalizada da Qbis